Cartas da campanha “Papai Noel dos Correios 2019” já estão disponíveis na Escola Fazendária

As cartas da campanha “Papai Noel dos Correios 2018” já estão disponíveis na Escola Fazendária. Este ano de 2019, os Correios entregaram para a Sefaz 150 cartas de crianças, com idade entre 07 a 10 anos, que estudam na Escola Municipal Monsenhor Mateus Cortez Rufino, localizada na avenida principal do Parque Rodoviário, em Teresina (PI).

Quem tiver interesse em doar presentes de Natal para essas crianças pode procurar a Ana ou o Marcos na Escola Fazendária (Ramal 2263) e “adotar” uma ou mais cartas. A entrega das doações solicitadas nas cartas deve ser feita até o dia 10 de dezembro, uma vez que o Papai Noel dos Correios vem receber os presentes na Escola Fazendária no dia 11 de dezembro, antes do término do ano letivo.

A Sefaz é parceira da campanha “Papai Noel dos Correios” há vários anos, nossos servidores e colaboradores integram essa corrente de solidariedade que além de realizar sonhos também incentiva as crianças que estudam nas escolas públicas, pois estimula essas crianças a escreverem uma carta para o Papai Noel.

Um grupo de empregados dos Correios iniciou a campanha e decidiu ampliá-la para toda sociedade, foi assim que, há 30 anos, nasceu a campanha Papai Noel dos Correios. Essa ação social ganhou tanta força que passou a unir a empresa inteira e toda a sociedade brasileira em prol dos estudantes das escolas públicas.   

Escola Fazendária também está arrecadando doações para ajudar crianças com microcefalia

Além da campanha Papai Noel dos Correios, esse ano a Escola Fazendária também está incentivando outra ação solidária de Natal, está recebendo doções para ajudar a Casa Presente de Deus, uma associação sem fins lucrativos, localizada no bairro Ilhotas, em Teresina, que acolhe mães e crianças carentes com microcefalia que moram no interior do Piauí e precisam do apoio para tratamento em Teresina.

Essas famílias acolhidas no abrigo são encaminhadas apenas pelo CEIR ou pela Maternidade Dona Evangelina Rosa. No local, tanto a criança quanto a mãe têm um quarto para dormir, recebem alimentação e ainda dispõem de um transporte para levá-las para tratamento de saúde. É que mesmo o abrigo sendo localizado perto do CEIR e da maternidade, muitas dessas crianças têm dificuldades de locomoção, uma vez que a microcefalia pode ser acompanhada de epilepsia, paralisia cerebral, retardo no desenvolvimento cognitivo, motor e fala, além de problemas de visão e audição.

Segundo a coordenadora da Casa Presente de Deus, Patrícia Sousa, qualquer doação será bem vinda para ajudar a amenizar o sofrimento dessas famílias e até, futuramente, quem sabe poder ampliar o número de pessoas assistidas pelo abrigo. Atualmente, a casa tem capacidade para 20 pessoas, incluindo a criança e o responsável, no caso a mãe. “Precisamos ajudar essas mães que têm crianças com microcefalia, elas precisam desse apoio, da estadia, alimentação e transporte, para continuarem o tratamento dos filhos. Muitas dessas mães moram longe e às vezes têm que ficar três dias na semana fazendo o tratamento em Teresina, não dá para ficarem pagando pensão porque têm outros gastos com fraldas, remédios, etc. Muitas dessas mães não podem trabalhar para cuidar dos filhos, só recebem o benefício de um salário mínimo, e chegam a gastar R$ 400,00 por mês com fraldas descartáveis. Então essa ajuda é de suma importância”, enfatiza Patrícia.    

Ela comenta que além da parte da alimentação, podem ser feitas doações de fraldas (tamanhos P,G,XG e XXG), leite Ninho e produtos de higiene pessoal. Os interessados também podem doar carrinho de bebê, berços, bebês confortos e outros itens que ajudam a melhorar a locomoção das crianças.

Fernanda de Sousa Silva mora em Jurema, a 585 km de Teresina, na região sul do Estado, e é assistida pela Casa Presente de Deus há mais de um ano. Ela tem 20 anos e é mãe de um filho de 04 anos que tem microcefalia, só iniciou o tratamento quando a criança já estava com dois anos até por conta da dificuldade de se manter na capital.

Foi encaminhada para a Casa Presente de Deus pela Maternidade Evangelina Rosa e hoje, graça ao apoio do abrigo, vem com menos frequência à capital, apenas para o filho fazer o tratamento com botox, que ajuda a relaxar os músculos, diminuindo a rigidez e aumentando a flexibilidade das articulações na criança. Fernanda agradece todo apoio que sempre recebe no local. “Quando foi encaminhada pela Maternidade para cá realmente recebi um presente de Deus. Passava até 12 horas de ônibus para chegar aqui em Teresina para fazer o tratamento do meu filho e tinha que ficar na casa de parente por um bom tempo. Desde quando cheguei aqui no abrigo, sempre fomos muito bem acolhidos, cheguei a passar até um mês aqui com meu filho para fazer o tratamento no CEIR, só tenho a agradecer. É uma maravilha”, afirma Fernanda.

Os servidores da Sefaz que quiserem ajudar a Casa Presente de Deus podem deixar as doações na Escola Fazendária, podem entregá-las para Ana ou o Marcos (Ramal 2263).